Epcot

Finalmente, o último parque Disney que visitamos, mas ainda longe de acabar os relatos de viagem. Para quem não conhece, esse é o parque “da bolona” como dizem meus pequenos. Esse parque é muito diferente dos outros e também possui suas particularidades.

Durante nossa visita estava acontecendo o International Festival of Arts. Apesar de o parque estar muito cheio, foi bacana a experiência. Tem uma programação especial de shows e apresentações musicais e teatrais, além de exposições em todo o parque, e ainda a podíamos apreciar comidas e bebidas com “tons artísticos” feitas especialmente para o festival.

Chegando ao Epcot

A entrada do parque é linda! Tem um jardim e logo já podemos tirar foto com o ícone do parque, a bola gigante, onde já estava também marcado nosso primeiro fast pass: Spaceship Earth (a atração é dentro dessa esfera). Essa atração é um carrinho que entramos e viajamos pelo tempo, onde vamos passando pela história das civilizações e sua evolução, até a ida do homem ao espaço. Muito bacana, as crianças adoraram!

Ali pertinho já estava nossa próxima atração marcada com fast pass, Journey Into Imagination with Figment.

Future World

Ainda dentro dessa área do parque (o Spaceship Earth está dentro de Future World), fomos nessa atração de Figment, que é um dragãozinho meio que assistente de um cientista, e os dois vão apresentando juntos, durante nossa jornada, vários elementos interessantes que trabalham o imaginários e os sentidos. Foi curioso e engraçado, nós nos divertimos muito. Essa atração não possui fila muito grande, só marcamos fast pass para aproveitar os três que temos de antecedência. Saindo de lá já topamos com Ralph e Vanellope, da animação Detona Ralph, e aproveitamos que a fila estava pequena para tirar fotos.

Nosso próximo fast pass ia demorar um pouquinho, então fomos ao encontro de Alegria e Tristeza, de Divertidamente. Minha filha amou as personagens, a interação com as crianças estava sendo muito divertida. Ao lado havia fila para tirar foto com Baymax, de Operação Big Hero, mas estava enorme, por isso não esperamos.

Resolvemos ir para a atração Mission Space, que estava com pouco tempo de fila.

Mission Space

Essa atração é dividida em duas, a verde e a laranja. Dizem que a laranja é forte, tanto que minhas crianças não tinham tamanho para ir. Dividimos o grupo e é óbvio que fui com as crianças no verde. Essa atração costuma ter filas enormes, e acompanhando pelo app, pegamos mais ou menos meia hora de fila. Ele simula um voo em foguete, e damos a volta no planeta terra. Foi muito legal, e é muito tranquilo. Os adultos que foram na Missão laranja gostaram muito também, mas disseram que é bem forte a sensação na hora do lançamento. Seguimos para nosso último fast pass marcado, o famoso Test Track.

Test Track

Sendo essa atração uma das mais concorridas do parque, fiquei muito feliz em ter conseguido marcar fast pass. Ela simula um teste de veículos que as montadoras fazem durante a elaboração dos carros. É uma atração emocionante, e estávamos muito animados para ir. Meu pequeno ama carros, e pensei muito nele na hora de marcar esse brinquedo. Porém, infelizmente, não foi dessa vez que ele conheceu. Bem na hora que já estávamos na fila, éramos os próximos a entrar, a atração deu problema e ficou fechada o resto do dia. Com isso, a administração do parque liberou o fast pass para que pudéssemos utilizar em outra atração, exceto na de Frozen (seria essa minha opção, pensando em minha filha). Seguimos então para a também famosa Soarin.

Soarin

Sempre muito concorrida e filas de mais de hora, foi ótimo termos conseguido visitar essa atração, aproveitando o fast pass que não usamos em Test Track. Não é à toa que é famosa, ela é também um simulador, agora de voo de asa delta. Durante o passeio, voamos por várias partes do mundo, e parece real. É incrível, todos amaram! Recomendamos muito essa atração.

Terminada toda a parte de Future World, já era hora de almoço, assim partimos para os pavilhões dos países, no World Showcase.

México

O parque estava muito movimentado, e já fomos direto para o La Cantina de San Angelo, que fica na entrada do pavilhão do México, bem em frente o lago. Apesar de cheio, conseguimos arrumar mesas e entramos na fila para comprar nossa refeição. A comida é típica mexicana, mas não é apimentada, o tempero estava delicioso. Haviam várias opções, entre tacos e nachos, e mais algumas outras. Peguei dois pratos com tacos, que vinham arroz e feijão de acompanhamento (tudo estilo mexicano) e uma salada. Nos serviu muito bem (2 adultos e 2 crianças).

Terminado o almoço, fomos para a atração desse país, um passeio de barco dentro da pirâmide asteca localizada em frente ao restaurante que almoçamos. Aqui na atração acompanhamos um passeio dos Três Caballeros, representados pelos personagens Pato Donald, Zé Carioca e Panchito. As crianças gostaram muito, além de ser um ótimo e tranquilo passeio pós almoço.

Saindo de lá, seguimos pelos pavilhões, parando já no vizinho, a Noruega.

Noruega

Aqui existe a atração de Frozen, que se não me engano é também um passeio de barco, mas não fomos pois a fila estava de duas horas de espera. Mas por sorte, na casa ao lado da atração era ponto para encontro com as princesas Anna e Elsa, e estava sem fila! Corremos para lá, para alegria da minha princesinha. Achei a Elsa mais simpática que a Anna com meus filhos. Minha filha amou o encontro, claro. A casinha onde elas ficam é uma atração à parte, toda decorada com quadros e imagens delas, como se fosse uma casa de campo que a elas pertence. Fantástico!

Continuamos nosso passeio, parando no pavilhão seguinte.

China

Estava acontecendo uma apresentação de malabares muito interessante quando estávamos passando. Assistimos um pouco, entramos na Casa da Boa Fortuna, a loja que tem nesse pavilhão e que possui vários produtos interessantes e diferentes. Saindo dali, bem em frente o Reflections of China, havia um local para tirar fotos com a personagem Mulan. Minha pequena queria muito conhecê-la, então esperamos um pouquinho na fila para tirar foto. A personagem interagiu muito com meus pequenos, foi super bacana.

Alemanha

Depois de andar um pouco mais, chegamos ao pavilhão da Alemanha, onde meu esposo queria comprar comida típica de lá. Ele comprou algo com salsicha, disse que estava muito bom. Ali tinha um local para tirar foto com a Branca de Neve, porém quando passamos ela tinha acabado de sair para o descanso.

O próximo pavilhão era Itália, e paramos lá também.

Itália

Aqui nesse pavilhão foi minha vez de querer parar, para degustar algo desse país. Pedi uma bebida que estava participando do festival de artes, e também uma sobremesa com sorvete, e estava tudo delicioso. Enquanto isso, minhas crianças também aproveitaram para tomar um sorvete. Demos uma volta por ali, e logo seguimos nosso passeio.

Estados Unidos

Este pavilhão fica no centro, chegando aqui sabíamos que estávamos na metade World Showcase. No momento que passamos acontecia um show no palco do America Gardens Theatre, estava bastante animado e fazia parte do festival de artes.

Japão

Continuando nosso passeio, passamos pelo Japão. Não paramos, mas alguns do nosso grupo passaram por lá e compraram algumas coisinhas diferentes que havia ali. Ao lado fica o pavilhão de Marrocos, ao qual passamos direto, chegando à nossa próxima parada, a França.

França

Eu estava na expectativa de comer algo desse país, mas estava tudo com filas enormes, acabei desistindo. Também chegamos um pouco tarde para tirar foto com a personagem Bella, de a Bella e a Fera. Mas ali conseguimos ver a princesa Aurora, de A Bela Adormecida. Também tiramos foto em uma obra de arte, de forma interativa, foi bem legal. Seguimos para os próximos pavilhões, já estava no fim do dia.

Reino Unido

Chegamos ao Reino Unido, já um pouco exaustos e de olho em um local para assistir ao show de fogos. Perdemos ali o horário de tirar foto com a personagem Alice, de Alice no país das maravilhas. Porém o pavilhão merece uma atenção, é muito bonito. Ali pertinho tiramos mais fotos com tema do festival de artes, e já seguimos para o último pavilhão, Canadá.

Canadá

Ufa! Longa caminhada até aqui! Nesse pavilhão tem uma atração, um vídeo em 360 graus onde um famoso ator canadense conta como é esse país. Claro, o vídeo é todo em inglês, mas vale a pena assistir para conhecer um pouquinho sobre o Canadá através das fotos que nele mostra. Depois de assistir ao vídeo, procuramos um lugar ali por perto para curtir o show de fogos. Comemos uma comidinha nesse pavilhão, um prato típico do Canadá, chamado poutine, que é batata frita com queijo e mais algumas coisas, um molho junto… só me lembro que é delicioso!

Enfim, já exaustos, ficamos por ali para encerrar nossa noite, assistindo ao show de fogos Illuminations: Reflections of Earth, que foi recentemente substituído por um novo show de fogos. Assim sendo, não podíamos perder a oportunidade de assistir a esse lindo show.

Confiram abaixo algumas fotos desse nosso longo (porém animado) dia:

Spaceship Earth

Picture 1 of 30

Dentro da atração Spaceship Earth (a grande bola do parque)

Considerações sobre o parque

Preciso fazer aqui algumas considerações sobre esse parque. Ele é enorme, por esse motivo preferimos fazer toda a primeira parte (Future World) antes do almoço para ter um tempo somente para a parte do World Showcase (pavilhões dos países), sem preocupar em ter que voltar.

Outra coisa muito legal nesse parque, que descobri conversando com os funcionários: nos pavilhões dos países, os funcionários são de origem daquele país. Por exemplo, se você vai ao pavilhão da Itália, ali os funcionários serão italianos, no do México são mexicanos, e assim acontece em todos os pavilhões (bom isso foi o que me relataram lá, se eu estiver errada me corrijam). Isso também acontece com a alimentação, que é para ser típica daquele país ali representado. Logo, você conhece um pedacinho do mundo em um só lugar: no Epcot!

Além do nosso planejamento prévio, o uso do app durante nossa visita foi fundamental para acompanhar tempo de fila e locais para nossas paradinhas, como banheiro e alimentação. Então usem e abusem dessa ferramenta.

Como vocês puderam perceber, esse parque não tem muitos brinquedos como nos outros. O mais legal dele, na minha opinião, é essa volta ao mundo que fazemos, na imersão da cultura e culinária de vários países.

E, por fim, vão dispostos a andar muito! Mas se não quiserem, já observem o querem visitar para irem direcionados no que desejam fazer nesse parque.

Vejam um vídeo do nosso canal no YouTube, com um resumo desse nosso dia:

Espero que tenha ajudado nas dicas, e que possam aproveitar ao máximo esse parque. Continuarei nossa saga no próximo post. 

Grande abraço a todos e até breve!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *